Governo inaugura laboratório para inovação no varejo

Proposta é disponibilizar ao setor varejista brasileiro um ambiente colaborativo para a construção de ações e programas de estímulo à inovação.

O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge de Lima, e o presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Guto Ferreira, lançaram na última semana o Laboratório de Inovação do Varejo (ProVa). A iniciativa apresentará tecnologias inovadoras para o mercado e promoverá atividades que ajudam a fomentar o varejo nacional. O secretário de Comércio e Serviços do MDIC, Douglas Finardi, e o deputado federal Vítor Lippi também participaram do evento (foto).

A proposta do Laboratório é disponibilizar ao setor varejista brasileiro um ambiente colaborativo para a construção de ações e programas de estímulo à inovação. O intuito é contribuir com o desenvolvimento e fortalecimento da inovação do setor frente aos inúmeros desafios que se apresentam, seja pelo dinamismo do mercado, seja pela velocidade com que o setor precisa se adaptar para atender as novas gerações de consumidores cada vez mais exigentes.

Para o ministro Marcos Jorge, esta é uma iniciativa de vanguarda que vai lincar os setores varejista e de indústria. “Pretendemos aumentar a integração entre os setores. No ProVa, as empresas poderão realizar testes, validações e desenvolvimento de novas soluções e tecnologias. O nosso objetivo é incentivar o aumento da competitividade do varejo brasileiro, além da criação de novos modelos de negócio, o desenvolvimento de produtos e serviços, a melhoria do atendimento e a interação com outros segmentos como a indústria”, explicou.

O presidente da ABDI explica que o principal objetivo é apresentar soluções para os problemas dos lojistas. “Quem vier nos conhecer será apresentado ao que de mais inovador está sendo feito no mundo direcionado ao setor. Também teremos uma loja conceito, onde o varejista poderá vender seus produtos no shopping por um período determinado”, disse Guto Ferreira.

Douglas Finard ressaltou a importância da parceria com a ABDI e também do setor privado, por meio do Fórum de Competitividade do Varejo, composto por algumas das mais representativas entidades do setor. “Durante o diálogo com o setor produtivo, constatamos a carência de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento de tecnologias e inovação que possam promover o crescimento e a modernização do setor”, disse.

O nome ProVa nasceu da expressão “pró-varejo” e da necessidade de aumento da produtividade e da competitividade do setor. Fisicamente, o ProVa está instalado no shopping Frei Caneca, em São Paulo, é gratuito e aberto a todos os segmentos do setor, tanto para o pequeno, quanto o médio e grande varejista, de todas as regiões brasileiras. O espaço vai funcionar durante 24 meses e será usado para o desenvolvimento de soluções inovadoras, desde o uso de tecnologia digital até aplicação e teste de novas tendências no atendimento a clientes e gestão dos empreendimentos.

O ambiente vai contar com áreas de coworking, ilhas de tecnologia e espaço para eventos. Mais de 100 atividades estão previstas para serem realizadas tais como meetups, ciclos de design thinking, feiras e workshops. A expectativa é receber, durante o período, 10 mil tomadores de decisão do varejo. Para participar do projeto, o varejista pode dirigir-se diretamente ao local ou entrar em contato com a ABDI ou MIDC por meio das próprias associações varejistas.

Você também poderá gostar...